domingo, 16 de junho de 2013

Diácono: Um Obreiro Aprovado

Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. (2 Timóteo 2:15)

O obreiro aprovado é aquele que em primeiro lugar ama a Deus e a Sua Palavra. Sabe que não é ele; mas Cristo em sua vida que faz a obra. O obreiro aprovado entende que foi escolhido, chamado e eleito pelo próprio Deus, pela unção do Espírito Santo e através da autoridade do ministério a qual está subordinado. Entende que servir a Deus é viver o Evangelho; submeter-se, obedecer e fazer não aquilo que pensa ou acha, mas, tudo o que for necessário para o Reino. O diácono é um operário qualificado, que trabalha a serviço do Reino de Deus. Esse trabalho é contínuo. Ele nunca se despe do “seu uniforme” de trabalho. Seu uniforme é espiritual, logo, sobrepõe à vestimenta terrena. Seja ele um policial, professor, motorista, dona de casa ou estudante. Qualquer que seja sua ocupação secular, sempre estará sobre ele seu uniforme de trabalho espiritual. Deste ele não pode se despir jamais. A qualquer momento, a farda do policial, o giz do professor, o veículo do motorista, os afazeres da dona de casa ou o material didático do estudante poderão ser substituídos pelas ferramentas ou armas espirituais usadas pelo obreiro. Nesse momento, o cidadão comum se torna o soldado da fé. Apto e disposto a combater o bom combate, a ministrar sobre outras vidas, a ser testemunha de Cristo! (Confissão de Fé). Existem alguns aspectos que são fundamentais de serem observados e vividos pelo obreiro que deseja realmente ser aprovado e servir fielmente seu Senhor.

PROCURA APRESENTAR-TE A DEUS - Como obreiros, procuramos muitas coisas. Procuramos estudar, nos santificar, servir as pessoas, estar nos cultos, dizimar e ofertar, crescer como obreiros. Tudo isto é importante, mas existe algo mais essencial que devemos fazer, devemos PROCURAR nos APRESENTAR A DEUS. É neste detalhe que muitos falham, muitos obreiros se apresentam a sua igreja, ao seu pastor, aos congregados que ele serve, para fazer a obra, mas as vezes se esquece de se APRESENTAR A DEUS. DEUS é o SENHOR de sua própria obra, ELE é o responsável pela divisão de dons e capacitação para sua obra, é a ELE a quem devemos buscar antes de todos os nossos trabalhos. É o que chamo de Tempo Sozinho com Deus! O obreiro de DEUS deve conversar com DEUS todos os dias, esta comunhão diária proporcionará o aperfeiçoamento do servo de DEUS. Existem “obreiros” que não oram, quase não estudam a Bíblia, não se apresentam a Deus. Como pode essa pessoa ser bem sucedida na obra de DEUS, que se caracteriza pelas lutas espirituais com as forças do mal?
Paulo diz que o obreiro deve se apresentar a DEUS, mas diz também de que maneira este obreiro deve se apresentar a DEUS. O obreiro deve se apresentar a DEUS APROVADO. O que isto significa? Significa que temos que ter a aprovação de DEUS e da Bíblia para o que fazemos. Não quebrar os princípios estabelecidos na Palavra. Um obreiro cristão deve ser pacificador e ser aprovado também pelos irmãos. A luta do obreiro é contras as forças do mal e não contra pessoas. Como obreiros de DEUS temos que respeitar as outras pessoas, pois só podemos apresentar JESUS para as pessoas, provando o AMOR DE DEUS que habita em nós. Tem obreiro que gasta tempo que deveria ser dedicado a buscar a DEUS brigando com outros obreiros e irmãos. O povo de DEUS é o povo que representa DEUS, se dissemos que andamos com DEUS, as pessoas esperam ver as virtudes e o caráter de DEUS em nossas atitudes e relacionamentos.
O obreiro, para ser APROVADO, tem que passar nos testes do ministério. DEUS prova as pessoas que chama, as provas constantemente estão diante de nós. Você está sendo observado por DEUS e também pelos homens, que querem ver qual será a sua reação diante das adversidades da vida. Algumas pessoas se levantam para nos atrapalhar, para nos difamar, para tentar nos parar, provocar, etc., mas temos que nos lembrar que fomos chamados por DEUS e que antes de agirmos temos que nos apresentar diante de DEUS.

COMO OBREIRO QUE NÃO TEM DO QUE SE ENVERGONHAR - Temos muitos motivos para nos sentirmos honrados como obreiros de DEUS: Fomos criados por DEUS, fomos sustentados durante toda a nossa vida por DEUS, fomos salvos por JESUS, o Espírito Santo habita em nosso coração, os anjos de DEUS nos protegem todos os dias, fazemos parte da mesma comunidade que Abraão, Jacó, Elias, Davi, Pedro, Paulo, Débora e de outros servos de DEUS do passado e do presente. Temos uma história! Hoje pertencemos a uma Igreja séria em nossa geração, pertencemos a um grupo de pessoas salvas por JESUS, espalhadas em toda a terra, portanto não estamos sozinhos na tarefa que realizamos.
Um obreiro de DEUS não deveria ter do que se envergonhar, mas não é isto o que acontece na prática com muitos obreiros verdadeiros. Envergonham-se pelos maus testemunhos que outros dão, pelo abuso dos pregadores de dinheiro, por verem obreiros brigando uns com os outros, pelos escândalos envolvendo crentes na mídia, por tantos cristãos estarem se separando de suas esposas e família, por pessoas que vivem em pecado e querer ministrar, sem nunca serem ministradas, etc. Mas você não tem que se envergonhar de apresentar-se como um obreiro de DEUS, a menos que você seja o envolvido nessas coisas. Não podemos deixar que a conduta dos outros nos desanime de continuarmos a praticar a verdadeira fé, de fazer a obra do Senhor.
Se você sente vergonha de ver pessoas crentes que não conhecem a Bíblia, se ofereça a DEUS para aprender mais da Palavra para ensinar a outros a andar no fundamento da Palavra. Se sente vergonha de ver gente se rebelando nas igrejas sérias e abrindo igrejas com nomes estranhos, seja um obreiro que consolida seus irmãos para que não sejam levados por essas divisões e contendas. Se você sente vergonha de ouvir pessoas falando sobre calotes envolvendo crentes, seja uma pessoa exemplar em sua honestidade, devolvendo o que não é seu, trabalhando fielmente, de maneira que as pessoas tenham motivos de falar bem dos crentes. Não temos como impedir tudo o que tem envergonhado a igreja hoje, mas temos como fazer alguma coisa para mostrar a diferença! Se preocupe em AMAR E SERVIR a DEUS, e não em ajudar a falar mal dos outros. Não se envergonhe de ser um servo de DEUS, de ser cristão evangélico. Tenha alegria em pertencer a um grupo vencedor, em abrir a Bíblia e aprender suas lições, em dobrar seus joelhos diante de DEUS e orar em favor daquele que precisa de ajuda.


QUE MANEJA BEM A PALAVRA DA VERDADE - A Palavra de Deus tem poder, ninguém aqui duvida disso. Mas a palavra de nossa boca é responsabilidade nossa, podemos falar e estimular uma pessoa ou podemos dizer algo que desanime uma pessoa de seguir a Jesus. A palavra é expressão do pensamento, mas nem tudo o que pensamos devemos dizer, porque nem sempre pensamos a coisa certa. Devemos selecionar cuidadosamente cada palavra que dizemos, pois uma vez lançada uma palavra ela não volta atrás. Se não tivermos sabedoria corremos o risco de criar problemas para nós e para as pessoas ao nosso redor. Pior ainda do que dizer uma palavra mal selecionada é dizer mentiras. O obreiro de DEUS tem que ser portador da verdade. Ele prega sobre o que DEUS é e o que ELE promete para as pessoas, DEUS nunca mente, tudo o que ELE diz é a verdade, porém o diabo é o pai da mentira. Se um crente comete a mentira em algumas circunstâncias, como as pessoas podem acreditar nele, quando falar sua a Palavra de DEUS. Cuidado para não comprometer o seu testemunho por não dizer a verdade. O obreiro de DEUS deve usar a Bíblia como base de fé e conduta, o servo de DEUS nunca deve mentir, porque ele tem um compromisso de manejar bem a PALAVRA DA VERDADE. A Bíblia Sagrada é a Palavra da Verdade e o obreiro de DEUS deve conhecê-la bem, do Gênesis ao Apocalipse, deve conhecer as doutrinas e princípios. Um obreiro de DEUS deve ser transparente em tudo o que faz, deve ser verdadeiro na administração financeira da igreja e de seus recursos pessoais. O obreiro de DEUS deve sempre dizer a verdade, pregar a verdade, viver a verdade e espalhar a verdade, pois assim ele prevalece sempre firme na fé e útil ao seu Senhor!

(Mensagem pregada pelo Pr. Bruno Paiva na Igreja do Evangelho Quadrangular - Diogo Balhesteiro - Jandira/SP)

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns, também agradeço por partilhar o seu saber, se desejar visitar o Peregrino E Servo, ficarei também radiante e se desejar seguir faça-o de maneira que possa encontrar o seu blog, porque irei seguir também o seu blog.
Deixo os meus cumprimentos, e muita paz.
Sou António Batalha.